Web Analytics

domingo, 10 de janeiro de 2016

O paradoxo da Hipótese dos Mercados Eficientes

Primeiro post do ano e já volto na tecla da HME. O tema abordado é interessante e a pequena votação que coloquei aqui no blog pode ajudar. A votação finalizou ontem,  então vamos ver do que eu estou falando.
Primeiramente, pedi aos visitantes participassem da seguinte votação (já com os resultados):
Sobre a Hipótese dos Mercados Eficientes, você...

Acredito ser verdade o tempo inteiro (2)
Acredito ser verdade a maior parte do tempo (21)
Acredito ser verdade em pouquíssimos momentos (16)
Acredito nunca ser verdade, uma teoria que não se vê na prática (14)
Total de votos: 53



Se a HME é verdadeira, então, os preços absorvem rapidamente as novas informações disponibilizadas ao mercado.
Vamos criar uma nova hipótese: a Hipótese dos Mercados Lentos (“HML”). Nesta hipótese, o mercado é lento e demora a precificar e absorver a informação. Desta maneira, podemos afirmar que haveria várias possibilidades para o investidor ganhar. Esta hipótese é o exato oposto da HME.
É aqui que as coisas ficam interessantes. Se a “HML” for verdadeira, então, os investidores irão agir comprando títulos subprecificados. Porém, eles afetam o mercado e, com a demanda alta pelos papéis subprecificados, os mesmos rapidamente estariam “no preço” e não haveria mais oportunidades. Ou seja, se os investidores acreditam num mercado lento (“HML”), eles mesmos acabam construindo um mercado eficiente!
Vamos estabelecer uma dicotomia: ou o investidor acredita na HME ou acredita na “HML”. Como explicado acima, se os investidores acreditam na “HML”, então a HME acaba sendo verdadeira. Estamos com uma proposição lógica do tipo “se->então”. Existe uma lógica equivalente ao “se p, então q” que é o “se não q, então não p”.
Vamos aqui estabelecer as lógica, pois o raciocínio é meio complicado. Sejam as sentenças:
p – Investidores acreditam na HML
q – HME é verdadeira
Como colocado acima:
“Se investidores acreditam na HML, então a HME é verdadeira”.
(pois, como explicado, eles acabam construindo um mercado eficiente ao acreditar na “HML”)
Usando a equivalência lógica, ficamos com:
Se a HME não é verdadeira, então investidores não acreditam na HML.
Como estou usando a dicotomia, podemos reescrever:
Se a HME não é verdadeira, então investidores acreditam na HME.
E também com:
Se os investidores não acreditam na HME, então a HME é verdadeira.
E aí está o paradoxo!
Esta explicação é dada por John Allen Paulos no excelentíssimo livro “A lógica do Mercado de Ações”. Inclusive, este deveria ser o primeiro livro a ser lido para alguém que gostaria de se aventurar no mercado de ações. A conclusão de Paulos no livro é:
“No todo, a maioria dos investidores, de profissionais de Wall Street e de amadores em geral, não acredita nela, motivo pelo qual acho que ela se sustenta, mas apenas com alguma precariedade e em boa parte do tempo, mas não o tempo todo.” – página 191
Obviamente o nosso resultado da enquete não pode ser encarado como o mercado brasileiro, mas a lição mais importante aqui é que não é apenas se você acredita ou não na HME. Importa a sua opinião em conjunto com a do mercado.
É importante notar que a assunção da dicotomia (ou um ou outro) é forte, mas através deste raciocínio podemos ter uma ideia melhor sobre este interessante assunto que é a HME.
Abraços a todos!

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...